QG Notícias

GREVE: Por protesto professores se acorrentam em São Paulo

junho 01
22:24 2015

Seis professores da rede de ensino estadual de São Paulo estão acorrentados nas grades da Secretaria de Educação, na Praça da República, no centro da capital paulista. A decisão dos docentes, tomada na manhã desta segunda-feira (1), é uma forma de protestar contra a maneira pela qual o governador Geraldo Alckmin (PSDB) vem tratando as demandas da categoria, que está em greve há 81 dias. A paralisação é a maior já registrada na historia do ensino público estadual.

Os professores reivindicam equiparação salarial de 75,33% com as demais categorias com formação de nível superior. O Governo do Estado alega ter concedido reajustes de 45% no acumulado dos últimos quatro anos e que outros 10,5% serão dados mediante avaliações de desempenho. Segundo a Secretaria Estadual de Educação, poucos professores permanecem em greve e que 96% dos docentes já teriam retornado ao trabalho.

 

Sobre o Autor

admin

admin