FIANÇA: ministra rejeita apelo e mantém os R$300 mil para o vereador Batista da Comunidade

 Extra!
FIANÇA: ministra rejeita apelo e mantém os R$300 mil para o vereador Batista da Comunidade
Janeiro 11
01:49 2017

A defesa do vereador Batista da Comunidade não teve sucesso no Superior Tribunal de Justiça e o pedido de liminar em Habeas Corpus foi rejeitado ontem pela ministra Laurita Vaz. O vereador foi preso juntamente com um grupo de políticos de Osasco em 6 de dezembro pela quinta fase da Operação Caça-Fantasmas.

No domingo de Natal ele e todos os companheiros que estavam na penitenciária do Tremembé foram aliviados por acerto com o Tribunal de Justiça de São Paulo, que liberou a todos sob comprometimento de cada um pagar fiança de R$300 mil. Dos 21 vereadores de Osasco até 31 de dezembro, 14 estão arrolados na Caça-Fantasmas.

A defesa procurou sensibilizar o STJ porque o vereador Batista da Comunidade não tem condições financeiras para pagar a fiança. Foi pedido a dispensa do depósito ou que a Justiça reduza o valor para um teto compatível às economias do político. Batista da Comunidade reelegeu-se nas campanhas eleitorais de outubro, e ao deixar a penitenciária tomou posse para mais um mandato na Câmara Municipal de Osasco.

Quitaram os R$300 mil os vereadores André Sacco, João Góis, Jair Assaf, Toniolo, Rogério Lins, Josias da Juco e Alex da Academia (que não teria pago o valor total).

A decisão do Superior Tribunal de Justiça foi divulgada na tarde de ontem, destacando que a ministra Laurita pede para a defesa do vereador Batista da Comunidade fundamentar devidamente o pleito, ou seja, que esclareça comprovadamente a situação financeira do político.

CLIQUE NO LINK E CONFIRA O TEXTO DO STSP
http://www.stj.jus.br/sites/STJ/default/pt_BR/Comunicação/noticias/Notícias/Vereador-de-Osasco-(SP)-não-consegue-reduzir-fiança-de-R$-300-mil

Compartilhar

Sobre o Autor

Marcio Silvio

Marcio Silvio