QG Notícias

Celebridade ironiza Brasil ao falar do projeto de criminalização do funk

 Extra!
Celebridade ironiza Brasil ao falar do projeto de criminalização do funk
junho 11
18:30 2017

Rebolando na fama e na fortuna, a funkeira Anitta postou um protesto contra projeto encaminhado para a Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa, primeiro passo do movimento lançado pelo empresário Marcelo Alonso, de São Paulo.

Na última semana de maio ele tomou conhecimento que o projeto havia sido acolhido pelo Senado Federal ao superar mais de 20 mil assinaturas. “O funk faz apologia ao crime, fala em matar a polícia. Sou pai de família e se seu não me preocupar com o futuro, amanhã só teremos marginais”, justifica o empresário.

Mas esse movimento causa reboliço na indústria do funk. Sim, ainda que apontado com um causa dos pobres e desamparados, o funk é uma receita milionária e os ídolos da juventude vivem essa ostentação sem qualquer modéstia.

Ela já é chamada de rainha do Brasil, entre outros louvores. A funkeira Anitta é mesmo uma das principais celebridades e conta com um número galáctico de fãs – crianças e adolescentes sabem as coreografias de trás para frente.

Na sexta-feira a funkeira resolver comentar sobre o projeto tocado pelo empresário paulista, e comentou tirando uma: “Tá tudo ok com o Brasil já? Achei que tivesse coisa mais séria para se preocupar do que com um ritmo musical que muda a vida de milhares.”

E continuou: “O funk gera trabalho, gera renda pra tanta gente. Uma visitinha nas áreas menos nobres do nosso país e vocês descobririam isso rápido”. Na contramão do que ela defende, o texto que justifica o projeto é feroz: “Os chamados bailes de pancadões são somente um recrutamento organizado nas redes sociais por e para atender criminosos, estupradores e pedófilos à pratica de crime contra a criança e o menor adolescentes ao uso, venda e consumo de álcool e drogas, agenciamento, orgia e exploração sexual, estupro e sexo grupal entre crianças e adolescentes, pornografia, pedofilia, arruaça, sequestro, roubo etc.”

Diante disso, a funkeira Anitta deixa o recado: “Não mexe com quem tá quieto. Ou melhor, não mexe com que tá se virando pra ganhar a vida honestamente diante de tanta desilgualdade.”

Compartilhar

Sobre o Autor

Marcio Silvio

Marcio Silvio