Aniversário de São Paulo, 107 anos da morte de Antônio Agu

 Extra!
Janeiro 25
15:55 2016

Ele morreu quando São Paulo comemorava 355 anos de fundação. O italiano Antônio Giuseppe Agu e responsável pelo nome de Osasco no mapa do Brasil, faleceu num 25 de janeiro. Era 1909 e o mundo ainda pisava de leve no século XX. Esse imigrante aventurou-se em terras tupiniquins quando tinha 27 anos, estabelecendo-se primeiramente em Capivari.

Foi lá que Antônio Agu formou capital trabalhando no Engenho Central de Capivari, e onde também percebeu que o caminho do progresso estava nos trilhos – daí a dedicação dele na Estrada de Ferro. Capivari cresceu de forma espetacular e aquele italiano não ficou de fora desse crescimento.

Ele sabia que equipamentos agrícolas, máquinas a vapor e máquinas para olarias eram as tecnologias do momento. Viveu em Capivari por 14 anos antes de estender os olhos para o Km 16 da linha sorocabana – aquele vilarejo de São Paulo patinava num estado de esquecimento quando Antônio Agu decidiu investir dinheiro em propriedades.

Foi o primeiro estrangeiro a comprar terras ali, empreendimento que seria de praxe. Antônio Agu era visionário, sabia fazer dinheiro e se expandia ostensivamente no mercado. Naquele perído pré-Osasco, na região as olarias eram o sinal de desenvolvimento.

Por conta dos negócios e para movimentar produtos e mercadorias, o empresário Antônio Agu decidiu construir uma estação de trem. Graças ao tempo que viveu em Capivari, sabia que o progresso dependeria disso.

Já era um cidadão de ouro na vila, e deu o nome da cidade natal à nova parada de trem – Antônio Agu nascera em Osasco, Itália, em 25 de outubro de 1845. Morreu também num dia 25, mas em janeiro e numa data de festa em São Paulo. Homem ilustre, a morte dele fez a vila parar e uma grande multidão seguiu ao cemitério da Consolação.

Quando chegou ao Brasil em 1872, encontrou São Paulo ainda berço. Era um jovem de 27 anos e determinado a vencer na vida e era um dos tantos sonhadores estrangeiros numa cidade com pouco mais de 30 mil habitantes.

O bonde era novidade naquele ano com a primeira linha entre Largo do Carmo e Estação da Luz – bondes puxados por cavalos. A energia elétrica viria em 1900 com a Usina Elétrica a Vapor da Rua São Caetano – naquele ano foram lançados os bondes elétricos. A São Paulo que Antônio Agu encontrou em 1872 tinha apenas nove igrejas e a arquitetura clássica não era tão diferente da que ele vira quando na Europa.

Um dos grandes incentivadores da invasão estrangeira naquele período era que com o fim da escravidão a mão de obra carecia de trabalhadores. E para incentivar a vinda de imigrantes o Brasil adotou leis garantindo assentamento e outros benefícios.

No ano em que Antônio Agu morreu, 1909, o pintor Oscar Pereira da Silva faria a obra que hoje é destaque no Museu da Universidade de São Paulo, o quadro A Fundação de São Paulo. Esse ano marcaria um outro importante avanço da cidade – a chegada do asfalto. A avenida Paulista era coberta de paralelepípedos, e quando o Brasil recebeu o asfalto da Alemanha a avenida foi a primeira beneficiada em 1909.

São Paulo completava 355 anos e Osasco ainda estava distante da independência política que viria nos conturbados anos 60. E ao visitar o túmulo de Antônio Agu e família na Rua 16 e Terreno 15 do Cemitério da Consolação, toda essa história parece estar esculpida ali  – São Paulo, o imigrante e Osasco. (Márcio Silvio)

SÃO PAULO AOS OLHOS DE ANTÔNIO

Rua Direita em 1887.

Rua Direita em 1887.

Rua da Glória em 1887.

Rua da Glória em 1887.

Largo São Bento em 1887.

Largo São Bento em 1887.

Largo da Sé em 1887.

Largo da Sé em 1887.

Panorama do centro em 1887.

Panorama do centro em 1887.

SÃO PAULO – início do século XX

Viaduto do Chá em 1902.

Viaduto do Chá em 1902.

Avenida 9 de Julho em 1909.

Avenida 9 de Julho em 1909.

Praça João Mendes em 1914.

Praça João Mendes em 1914.

Praça da Sé em 1914.

Praça da Sé em 1914.

Avenida São João em 1919.

Avenida São João em 1919.

 

VEJA COMO ERA SÃO PAULO QUANDO ANTÔNIO AGU CHEGAVA DA ITÁLIA.

O imigrante empreendor e já homem de negócio muito bem sucedido em Osasco.

O imigrante empreendor e já homem de negócio muito bem sucedido.

Sepultura de Antônio Agu no Cemitério da Consolação - 105 anos.

Sepultura de Antônio Agu no Cemitério da Consolação – 107 anos.

Sobre o Autor

admin

admin